Brumado Urgente

Brumado Urgente


Governo federal suspeita que brasileiros são cobaias de laboratório estrangeiro

Sexta | 11.08.2017 | 18h48
Autor: Bahia Notícias


Foto: Ilustração

O governo federal suspeita que um laboratório estrangeiro esteja usando brasileiros como cobaias para estudos científicos. A empresa é responsável pela fabricação medicamentos juxtapid, para doença rara que provoca colesterol alto, e o myalept, indicado para pacientes com lipodistrofia generalizada (distribuição irregular de gordura no corpo). Nenhum dos dois é registrado no Brasil. De acordo com a Folha, o governo avalia que o laboratório canadense estimula ações judiciais para que pacientes obtenham do SUS remédio com base fraca de segurança no exterior, e que ainda requer estudos sobre seus efeitos. Desse modo os brasileiros se tornam cobaias para a pesquisa. Com as decisões judiciais, o Ministério da Saúde relata que já gastou R$ 50 milhões na compra do myalept desde 2016. Os 20 pacientes que reivindicaram a medicação têm a Síndrome de Berardinelli, uma mutação genética que impede um processamento normal da gordura. Com isso, ela circula pelo sangue ou se acumula no fígado, gerando diabetes ou falência hepática. O myalept fornece a leptina, hormônio produzido pela gordura e que reduz os efeitos. O medicamento ainda não foi registrado pela Anvisa, inclusive, porque o laboratório ainda não fez a solicitação à entidade, embora tenha aval do FDA - órgão americano - desde 2014. De acordo com a Advocacia-Geral da União, são gastos anualmente R$ 4 milhões por pessoa e o gasto pode chegar a R$ 1,8 bi em cinco anos, se outros portadores da mesma doença entrarem na Justiça. O governo diz que esse valor poderia custear medicamentos básicos para 36 milhões de pessoas. 

Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.