Brumado Urgente

Brumado Urgente


Consumo residencial de energia sobe em setembro, mas cai no comércio

Segunda | 31.10.2016 | 19h05


Maior queda no consumo de energia foi do comércio, diz EPE (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

O consumo de energia nas residências aumentou em setembro, mas caiu na indústria e no comércio, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (31) pela Empresa de Pesquisa Energética. No Brasil, o aumento no consumo de energia no mês foi de 1,4%. Nas residências, foram consumidos no mês 10,8 mil GWh, uma alta de 4,6% em relação a setembro de 2015. Foi o sétimo aumento consecutivo. Segundo o EPE, o aumento é resultado no uso mais intenso de eletrodomésticos que as famílias já possuem, e não pela compra de novos utensílios. Há ainda a expansão da base de consumidores. Já na indústria, o consumo foi de 13,9 GWk, queda de 0,1%. No setor, alguns segmentos foram destaque de aumento no consumo (metalúrgico, papel e celulose,têxtil, químico, alimentício e automotivo). No comércio, o recuo foi de 1%, para 7 mil GWk. Segundo a EPE, o resultado reflete o cenário econômico ainda desfavorável de queda na renda real, aumento do desemprego e condições de crédito adversas. Se considerados os 9 primeiros meses do ano, também houve alta no consumo de energia nas residências, de 7,8%, e queda na indústria e no comércio, de 3,7% e 1,6%, respectivamente. No Brasil, o consumo de energia caiu 0,9% no período.

Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.