Brumado Urgente

Brumado Urgente


Em cima do muro?: Marcelo Nilo teria sido convidado por Geddel para ser o seu vice

Segunda | 31.03.2014 | 16h51
Autor: Daniel Simurro / Brumado Urgente


(Composição: Daniel Simurro / Brumado Urgente)

Quem conhece o temperamento do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) que, como todo bom baiano, é “arretado”, sabe que para ele o terreno do ousado não é um lugar distante e que arriscar é com ele mesmo. Ele que talvez esteja vivendo o maior momento político de sua vida, já que seria o “escolhido” das oposições para disputar as eleições estaduais contra Rui Costa, não quer dar “tiro no pé” não e começa a disparar a sua “artilharia pesada” contra pontos estratégicos, buscando minar o “solo sagrado da situação”. Em uma de suas incursões pela “terra do inimigo”, Geddel mostrou que o “jogo é pra ser jogado” e quis escalar na sua linha de frente, nada mais, nada menos, do que o atual presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado estadual Marcelo Nilo (PDT), que também está vivendo um momento de auge, mas que pode ir do “céu ao inferno” em poucos segundos, pois ainda se mostra totalmente “em cimo do muro”, um lugar perigoso para aqueles que querem somente a vitória. Dentro destas perspectivas ilativas, Geddel, segundo informações confiáveis de bastidores, teria feito um convite expresso a Nilo para compor a sua chapa, justamente no momento em que ele se sentiu rejeitado pelo governador, que já teria escolhido o deputado João Leão (PP) para ser o vice de Rui Costa. Nilo que sempre mostrou uma “fidelidade canina” ao governo, agora, parece querer quebrar o protocolo e colocar “as manguinhas de fora” e mostrar que é um nome forte e que ainda pode alçar voos muito altos na política baiana. O resultado da conversa está guardado nos “porões do poder”, mas o que se observa é que ele continua em cima do muro, uma postura que pode acabar deixando ele de fora da disputa, não ficando nem de um lado, nem de outro, e tendo que ir novamente para a disputa a deputado, só que desta feita tendo que enfrentar um eleitorado em dúvida e tendo uma perspectiva muito menor do que nos anos anteriores, já que somente uma manobra de mestre fará com que ele continua a frente da Alba. Então o tempo está findando e as fichas têm que estar na mesa, mas, nas últimas voltas do ponteiro poderemos ter uma definição e, caso Nilo aceite o convite de Geddel, o que para muitos é o mais provável, o PDT na Bahia ficaria numa baita saia-justa, já que muitos dos seus quadros estão “amalgamados” com Wagner. Agora é esperar pra ver. 

Comentários

31.03.2014
sebastiao da silva
cuidado deputado marcelo Nilo com o sr Gedel Vieira Lima, ele vai lhe jogar em uma emboscada igual fez com Edmundo Pereira,sabendo que não ganha quer levar alguém com ele para a derrota Gedel é um homem muito bom mais não ganha o governo, demostrou isso agora juntando novamente com os carlistas,que foi condenado pelo próprio Gedel durante todo tempo