Brumado Urgente

Brumado Urgente


‘A intransigência da APLB inviabilizou o envio do Plano de Cargos e Salários para o Legislativo’, afirma prefeito de Brumado

Quarta | 31.08.2016 | 20h42


O prefeito Aguiberto Lima Dias fez questão de prestar os esclarecimentos sobre o motivo do impasse (Foto: Brumado Urgente)

Quando estava tudo bem encaminhado e as expectativas eram de um fechamento positivo do acordo entre a Prefeitura Municipal de Brumado e a APLB – Sindicato, um novo episódio acabou inviabilizando a concretização, o qual, inclusive, poderá ter reflexos negativos para a comunidade escolar, em especial para os alunos e suas famílias. Após uma extensa rodada de reuniões, a Administração Municipal atendeu mais de 90% das reinvindicações da APLB – Sindicato, sendo as mais representativas a garantia do pagamento do Piso Nacional da categoria já no início da carreira; o percentual de permanência dos professores no meio rural; o percentual de gratificação para a segunda especialização; redução da carga horária; unificação de cadastros e eleição direta para diretores e vice-diretores que ocorrerão a partir de 2018, já que o ano que vem seria de adequações. Em contato com o prefeito Aguiberto Lima Dias visando maiores informações sobre o motivo que desencadeou o novo impasse, ele confirmou que “todo empenho foi dispensado por parte de nossa administração, sendo que, apenas o ponto do artigo da disponibilização específica de servidor para a APLB – Sindicato gerou toda essa celeuma” e emendou argumentando que “a negativa de nossa parte se deu por razões óbvias, já que, se o sindicato, por motivos outros, venha a não existir mais, a lei teria que ser modificado, o que geraria um grande transtorno e prejuízo para a educação municipal”. O chefe do executivo brumadense ainda informou que uma nota oficial de esclarecimento (confira abaixo) está sendo divulgada pela administração, na qual todos os pormenores estão devidamente colocados. Então, a leitura que se pode fazer do fato é que, segundo a administração municipal, a intransigência da APLB, mais especificamente de sua presidente, Vânusia Lôbo, fará com que toda a categoria seja prejudicada, pois as importantes conquistas obtidas durante as reuniões não poderão ser efetivadas.

(Divulgação)

Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.