Brumado Urgente

Brumado Urgente


Resultado da busca pela categoria "enem"

Estudantes surdos terão acesso a vídeo com prova do Enem traduzida

Terça | 11.04.2017 | 07h06


(Foto: Reprodução)

Pela primeira vez, estudantes surdos poderão ter acesso a vídeo com as questões do Enem traduzidas na Língua Brasileira de Sinais (Libras). O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai disponibilizar salas adaptadas, e o participante poderá escolher, na inscrição, se deseja participar da aplicação. Os estudantes que optarem pela tradução no vídeo terão também acesso a um tradutor por dupla de candidatos, que poderá apenas esclarecer dúvidas pontuais de vocabulário. Eles preencherão o cartão de respostas normalmente. A disponilização do vídeo será feita este ano em caráter experimental. A tradução integral do exame para Libras é demanda antiga, sobretudo daqueles que não são inicialmente alfabetizados em português, e pelo menos desde 2014  é discutida no Inep.

Inep publica edital do Enem; taxa de inscrição será de R$ 82

Segunda | 10.04.2017 | 11h29


(Foto: Reprodução)

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começarão às 10h do dia 8 de maio. Os estudantes deverão acessar o site do exame para realizar a inscrição até as 23h59 de 19 de maio. Para que o cadastro no exame seja efetivado, deverá ser paga taxa de R$ 82 até 24 de maio. O valor é 20% mais caro em relação ao cobrado no ano passado, R$ 68. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou que a correção levou em conta a variação de preços pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e incorporou variações de anos anteriores que deixaram de ser aplicadas. Estarão isentos do pagamento estudantes de escolas públicas concluintes do ensino médio em 2017, participantes de baixa renda cadastrados no CadÚnico e aqueles que se enquadram na Lei 12.799/2013, que isenta de pagamento estudantes com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio - equivalente a R$ 1.405,50. 

UFBA divulga novas datas para matrícula de aprovados no Sisu

Sexta | 03.02.2017 | 20h05
Autor: G1


(Foto: Reprodução)

A Universidade Federal da Bahia (UFBA) divulgou as novas datas para matrícula dos calouros do semestre 2017.1, aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), nos campi de Salvador e Vitória da Conquista. O processo começa na segunda-feira (6) e vai até a quarta-feira (8). Os detalhes podem ser conferidos no site da instituição. As matrículas deveriam ter começado nesta sexta-feira (3), mas foram temporariamente suspensas na quinta-feira (2), pois, segundo a UFBA, a lista com o nome dos estudantes aprovados ainda não havia sido enviada para a instituição pelo Ministério da Educação (MEC). Nesta sexta-feira, a universidade informou que o documento foi recebido às 15h02 da quinta-feira, pouco tempo após o processo de matrícula ser adiado. De acordo com a UFBA, os aprovados terão o direito às vagas garantido e o problema não implicará qualquer prejuízo aos estudantes, incluindo a garantia do início do semestre 2017.1 no mês de maio, como previsto. Em nota, divulgada na quinta-feira, o MEC informou que as listas com os aprovados em cada curso foram enviadas em forma de arquivo para todas as instituições e que também estão disponíveis no site do Sisu, desde a segunda-feira (30). Segundo o Ministério, com essas informações, as universidades já poderiam ter iniciado os preparativos para receber as matrículas dos alunos.

Terminam hoje inscrições para Prouni; Bahia tem mais de 13 mil bolsas

Sexta | 03.02.2017 | 13h16
Autor: Correio 24 horas


(Foto: Reprodução)

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni) terminam nesta sexta-feira (3). Podem entrar na disputa pelas vagas quem fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano passado e busca uma vaga no ensino superior em instituições privadas da Bahia. São 13.049 bolsas de estudo - entre integrais e parciais - em toda a Bahia para estudantes egressos de escola pública ou bolsistas em escolas particulares, pessoas com algum tipo de deficiência e professores da educação básica. Em todo o Brasil, o número de bolsas ofertadas é de 214.110, maior número de bolsas já oferecido desde 2004, quando o programa foi lançado. Na Bahia, serão 5.483 bolsas integrais e 7.566 parciais. Assim como no Sisu, para ter acesso ao site do programa, o candidato deve informar o número de inscrição e a senha usados no Enem de 2016. É possível escolher até duas opções de curso, selecionando a ordem de preferência. O resultado da primeira chamada do Prouni será divulgado no dia 6 de fevereiro. No mesmo dia, começa o prazo para comprovação das informações. O período de apresentação dos documentos encerra no dia 13. O resultado da segunda chamada sairá no dia 20. Entre 20 e 24 de fevereiro, os candidatos aprovados devem comprovar informações. A lista de espera do programa acontecerá apenas nos dias 7 e 8 de março. Os candidatos dessa fase deverão comparecer nos dias 13 e 14 de março para entregar as documentações necessárias.

Trigêmeos da BA passam juntos em Medicina pelo Sisu

Quarta | 01.02.2017 | 10h05
Autor: G1 Bahia


(Foto: Reprodução/Facebook)

O sonho de infância de cada um dos trigêmeos Ingrid, Amanda e Giovanni ACCalfa, de 18 anos, que moram em Salvador, virou realidade de uma vez só. Os irmãos foram aprovados ao mesmo tempo em cursos de Medicina -- área profissional que desde crianças queriam seguir -- em universidades federais públicas por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que tem como base a nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016. Eles ficaram sabendo do resultado na segunda-feira (30), quando foram divulgados os aprovados na primeira lista de 2017 do Sisu. "A gente estava sob muita pressão, porque não queríamos que apenas um ou dois passasem. Estudamos muito, sofremos juntos, e seria injusto se os três não tivessem conseguido ao mesmo tempo. Felizmente, deu tudo certo e ainda estamos comemorando muito. Na verdade, a ficha ainda não caiu", disse Amanda. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), ao todo, foram 2.498.261 inscritos e 4.880.047 inscrições, já que quase todos os candidatos fizeram duas opções de curso. Ingrid e Geovanni foram aprovados em primeira chamada na Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Já Amanda, foi selecionada na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Os trigêmeos ainda aguardam os resultados das demais listas de chamadas da UFBA e da Ufal na expectativa de que possam estudar juntos. 

Adesão à lista de espera do Sisu pode ser feita até 10 de fevereiro

Terça | 31.01.2017 | 14h09
Autor: G1


(Foto: Ilustração)

Os candidatos que não foram selecionados na chamada regular do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de 2017 ou que foram aprovados para a segunda opção de curso podem integrar a lista de espera do programa. O período para manifestar o interesse em participar da lista está aberto e se estenderá até as 23h59 (horário de Brasília) do dia 10 de fevereiro. O resultado da chamada regular foi divulgado na segunda-feira (30). A adesão à lista de espera está restrita à primeira opção de curso do candidato. Os que foram selecionados para a segunda alternativa poderão concorrer ao curso prioritário mesmo que tenham efetuado matrícula. Para participar da lista de espera, o candidato deve acessar a página do Sisu na internet (http://sisu.mec.gov.br) e manifestar o interesse. As listas de espera estarão disponíveis às instituições no dia 15 de fevereiro. Se houver vagas, a convocação será feita diretamente pela universidade, e não mais pelo Ministério da Educação. Neste semestre, 131 universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e instituições estaduais ofertaram 237.840 vagas no Sisu. O programa teve 2.498.261 candidatos inscritos e o total de inscrições chegou a 4.880.047, uma vez que cada estudante pôde fazer duas opções de curso

Inscrições para 214 mil bolsas do Prouni estão abertas

Terça | 31.01.2017 | 09h35


(Foto: Reprodução)

As inscrições para a primeira edição do Programa Universidade para Todos (Prouni) 2017 foram abertas nesta terça-feira (31) no site http://siteprouni.mec.gov.br. O prazo termina às 23h59 de sexta-feira (3). No total, são oferecidas 214.110 bolsas de estudos na rede particular de ensino superior. É possível pesquisar a oferta de bolsas pelo site http://prounialuno.mec.gov.br//consulta/publica filtrando por nome do curso, insitituição ou município. Para se inscrever é necessário senha e número de inscrição no Enem. O programa distribui bolsas de estudo totais e parciais na rede particular de ensino superior de acordo com o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e leva em conta a situação socioeconômica da família do candidato. É uma alternativa para quem não conseguiu uma vaga na rede pública de ensino superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), cuja lista de aprovados foi divulgada nesta segunda-feira (30). Do total de bolsas ofertadas, 103.719 são integrais e 110.391 parciais — o governo federal cobre 50% da mensalidade. Somente poderá participar da disputa o candidato que tenha feito o Enem 2016, que tenha cursado o ensino médio completo na rede pública ou na privada como bolsista. Só terão direito à bolsa integral os candidatos com renda familiar bruta mensal de até um 1,5 salário mínimo; e à bolsa parcial, aqueles com renda familiar bruta mensal de até 3 salários mínimos.

Nº de inscritos no Sisu cai 7,9% apesar de aumento de participantes do Enem

Segunda | 30.01.2017 | 17h07


(Foto: Reprodução)

O números divulgados pelo Ministério da Educação na tarde desta segunda-feira (30) mostram que o número de inscritos no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), na edição do primeiro semestre de 2017, foi 7,9% mais baixo do que a participação da edição do primeiro semestre do ano passado. Neste ano, 2.498.261 participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) se inscreveram no Sisu. Em 2016, o sistema recebeu a participação de 2.712.937 candidatos do Enem. O Sisu registrou uma queda de 214.676 participantes, apesar de o Enem 2016 ter registrado um aumento no número de candidatos. Na edição do ano passado, considerando as duas aplicações do exame, um total de 6.005.607 pessoas fizeram os dois dias de prova. O número representa um aumento de 4% em relação ao Enem 2015, quando, segundo os dados do governo, 5.771.095 fizeram o exame.

Resultado do Sisu será divulgado nesta segunda

Segunda | 30.01.2017 | 08h11


(Foto: Reprodução)

O resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) será divulgado nesta segunda-feira (30), de acordo com o Ministério da Educação (MEC). As inscrições terminaram às 23h59 deste domingo (29). Os resultados poderão ser conferidos no endereço no http://sisu.mec.gov.br/. No cronograma inicial, o prazo terminaria na sexta-feira (27). Entretanto, o MEC prorrogou o prazo após estudantes relatarem problemas para acessar a plataforma. O ministério admitiu que seus sistemas sofrem 'dificuldade' diante da grande demanda. Com base nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Sisu funciona como um sistema para que os participantes disputem uma das mais de 230 mil vagas de graduação em universidades, institutos de tecnologia e centros tecnológicos federais e estaduais em todo o Brasil. Antes de prorrogar o Sisu, o ministério já tinha decidido alterar o cronograma do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e do Programa Universidade para Todos (Prouni) por "precaução técnica" para garantir o atendimento dos estudantes. Tanto o Fies quanto o Prouni tiveram datas de início e fim das inscrições adiados em um dia. Prouni - inscrições: 31 de janeiro a 3 de fevereiro. Fies - inscrições: 7 a 10 de fevereiro

Sisu tem prazo de inscrição prorrogado após falhas em acesso

Sexta | 27.01.2017 | 08h08


(Foto: Reprodução)

O prazo de inscrição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi prorrogado para até as 23h59 de domingo (29), de acordo com o Ministério da Educação (MEC). Segundo o MEC, o resultado está mantido para segunda-feira (30) e as inscrições são realizadas no http://sisu.mec.gov.br/. O MEC anunciou a alteração nesta tarde de quinta-feira (26), após o ministro da Educação, Mendonça Filho, ter admitido no período da manhã que os programas oferecidos pelo governo atraem um grande contingente de interessados e que, em alguns momentos, os sistemas do MEC enfrentam dificuldade diante da demada. Antes disso, o ministério já tinha decidido alterar o cronograma do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e do Programa Universidade para Todos (Prouni) por "precaução técnica" para garantir o atendimento dos estudantes. Tanto o Fies quanto o Prouni tiveram datas de início e fim das inscrições adiados em um dia. Prouni - inscrições: 31 de janeiro a 3 de fevereiro; Fies - inscrições: 7 a 10 de fevereiro. O total de bolsas ou de contratos de financiamentos que será oferecido ainda não foi divulgado.

'Habilidade desenvolvida', conta aluna que tirou 1.000 na redação do Enem

Quinta | 26.01.2017 | 08h13
Autor: G1 Bahia


Estudante baiana Marcela estuda com a amiga em Salvador (Foto: Reprodução/ TV Santa Cruz)

Apenas 77 candidatos alcançaram nota máxima na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2016. Entre eles está a baiana Marcela Sousa Araújo, de 20 anos. Encantada pela disciplina, a estudante, que também tirou dez em outras duas redações de vestibulares no ano passado, dá a dica: “Redação é uma habilidade desenvolvida. O mais importante de tudo é treino”. Até agora já são duas aprovações em medicina, e ela ainda está aguardando o resultado das notas de corte do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As notas de Marcela servem como exemplo para confirmar a teoria da aula. Ela fez o primeiro Enem em 2013, e tirou 560 na redação. No ano seguinte, a nota piorou: 480. Foi aí que ela resolveu se dedicar mais, buscou um curso, e viu o desempenho melhorar. Em 2015, conseguiu 920, e em 2016 chegou a 1000, nota máxima no exame.  "Eu tenho uma afinidade maior por redação. Isso começou depois que entrei no curso. Fiz o primeiro ano dele [o curso] em Itabuna, e quando mudei para Salvador eu continuei. Muita gente menospreza a redação, mas ela requer tanto quanto as outras matérias", conta a estudante. 

Custo com abstenções do Enem chega a R$ 236 milhões, diz ministro da Educação

Segunda | 05.12.2016 | 11h24


(Foto: Reprodução)

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano registrou um índice de abstenções maior do que o de outras edições. A cada dez candidatos inscritos, três não compareceram às provas, cuja segunda aplicação ocorreu neste fim de semana. O Enem foi aplicado para a maioria dos estudantes em novembro, mas, por causa das ocupações nas escolas, 270 mil pessoas fizeram o exame neste fim de semana. O ministro da Educação, Mendonça Filho, apresentou uma conta com base no custo médio de cada prova, de R$ 90 reais. “Significa que o governo federal gastou praticamente R$ 236 milhões que não foram, digamos assim, aproveitados. Além do esforço técnico, profissional e de segurança que poderia, dentro do MEC, ser aplicado para outras áreas”, afirmou. Segundo a Agência Brasil, Mendonça afirmou que o percentual de abstenções, de 30,4%, foi acima da média de anos anteriores. Em 2015, segundo ele, cerca de 28% dos inscritos não compareceram. Ao todo, 6 milhões e cinco mil candidatos inscritos compareceram.

Enem é aplicado neste final de semana para mais de 277 mil candidatos

Sábado | 03.12.2016 | 11h01


(Foto: Reprodução)

Neste sábado (3) e domingo (4), o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será aplicado para 277.624 candidatos que não puderam fazer a prova na primeira aplicação, nos dias 5 e 6 de novembro. As provas serão aplicadas em todas as unidades da federação, menos em quatro estados: Roraima, Acre, Amazonas Amapá. A maior parte desses alunos teve as provas adiadas em função da ocupações que ocorreram em escolas e universidades públicas do país no mês de novembro. Segundo a Agência Brasil, o esquema da segunda aplicação será semelhante ao da primeira. Os portões abrem às 12h e fecham às 13h, no horário de Brasília. As provas começam a ser aplicadas às 13h30. No primeiro dia, os candidatos terão quatro horas e 30 minutos para responder a 90 questões das áreas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias. No segundo dia serão cinco horas e 30 minutos para as provas de redação, linguagens, códigos e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias. Os locais de prova estão disponíveis na página do Participante e no aplicativo do Enem, nas plataformas Android, iOS e Windows Phone. O candidato deve levar um documento original com foto válido e caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente. É proibida a utilização de qualquer equipamento eletrônico. Celulares devem ser desligados e colocados dentro de em embalagem porta-objetos  fornecida pelo aplicador. 

Enem não será cancelado, garante ministro da Educação

Sexta | 02.12.2016 | 14h23


(Foto: Reprodução)

O ministro da Educação Mendonça Filho reforçou hoje (2), na capital paulista, que não existe “nenhuma possibilidade de cancelamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)”. Amanhã (3) e domingo (4), os candidatos fazem a segunda etapa do exame.Mendonça disse que o processo de investigação que apura tentativas de fraude no Enem está sendo conduzido pela Polícia Federal, em articulação com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). O objetivo é identificar fraudadores e beneficiários. Segundo o ministro, para as provas deste fim de semana, continuam os monitoramentos de combate à fraude. “Quem for pego vai ser desclassificado e punido pela legislação criminal vigente”, disse o ministro, que participou de força-tarefa para combate ao mosquito Aedes aegypti em uma escola da cidade de São Paulo. Ontem (1º), o Inep já havia informado que o Enem não será cancelado e que punições se restringirão aos envolvidos nos casos de tentativa de fraude. As denúncias de que as provas do primeiro e segundo dias do Enem, além da redação, vazaram para pelo menos dois candidatos antes do início do teste, vieram do Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE). O Inep também reiterou que não há indício de vazamento do gabarito oficial.

Enem não terá mais 'treineiros' e certificação do ensino médio

Domingo | 27.11.2016 | 19h02


(Foto: Reprodução)

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá mudanças significativas. O exame não servirá mais para tirar certificação do ensino médio, não aceitará “treineiros” (estudantes que fazem a prova para conhecer antes de prestar “para valer”) e, também, oferecerá o benefício da isenção de taxa somente por três vezes para um mesmo candidato. As decisões vêm sendo tomadas pelo Ministério da Educação (MEC) com a finalidade de baratear os custos da prova, que chegaram a R$ 650 milhões este ano. O anúncio oficial do novo Enem será feito após a segunda aplicação do exame, que será nos dias 3 e 4 de dezembro. A prova passará a servir apenas como método de acesso ao ensino superior. Para tirar a certificação do ensino médio, o MEC reativará o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), que havia sido substituído pelo Enem há três anos. Das 990 mil pessoas inscritas para esta finalidade no Enem 2016, apenas 7% conseguiu atingir os níveis mínimos para aprovação. Além disso, o Enem não terá mais a possibilidade de prestar como “treineiro” – normalmente estudantes do 1º ou 2º anos do ensino médio que desejem testar seus conhecimentos e o formato da prova antes de prestar “para valer”. Foram 1 milhão de inscritos nesta categoria no último exame, todos incluídos nos gastos. A secretária executiva do Inep, Maria Helena Guimarães de Castro, afirmou que serão aplicados simulados específicos para os treineiros com base no modelo do Enem. Outra medida que as alterações buscam atingir é a redução da taxa de abstenção do exame, que este ano atingiu 30% – número mais alto dos últimos anos.

Candidato perderá direito à isenção se fizer Enem mais de 3 vezes

Sexta | 25.11.2016 | 09h31


(Foto: Reprodução)

O candidato que prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais de três vezes com isenção de taxa perderá o direito à gratuidade a partir da quarta tentativa. A medida faz parte de um pacote de medidas elaborado pelo Ministério da Educação (MEC) para diminuir os custos da aplicação da prova, que neste ano superou os R$ 650 milhões. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do MEC responsável pelo Enem, apura os motivos que levam candidatos a realizar o exame repetidas vezes - há relatos de pessoas que participam das provas por até 8 edições consecutivas. "Ainda estamos pesquisando quem são elas e qual a motivação para essa recorrência", informou à reportagem a secretária-executiva da pasta, Maria Helena Guimarães de Castro. "De qualquer forma, não faz sentido que façam sete vezes sem pagar. Vamos dar a oportunidade de isenção por até três edições", completou. Em reunião nesta quinta-feira, 24, entre o Inep e o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed), outras providências para tornar o Enem "mais sustentável" foram anunciadas. Por exemplo: a prova servirá apenas para acesso ao ensino superior, e não mais para que o candidato obtenha o certificado de conclusão do ensino médio. A decisão tem como base um índice muito baixo de sucesso: dos 990 mil inscritos para este fim, apenas 72 mil conseguiram o diploma - pouco mais de 7%.

Ministro diz que estudantes tentaram inviabilizar o Enem e ‘quebraram a cara’

Domingo | 20.11.2016 | 15h02


(Foto: Reprodução)

O ministro da Educação, Mendonça Filho, criticou nesta sexta-feira (18) as ocupações realizadas por estudantes em escolas e universidades, em protesto contra a proposta de emenda à Constituição que limita gastos públicos e a medida provisória que reforma o ensino médio, que tramitam no Congresso Nacional. O ministro participou de uma palestra sobre a reforma do ensino médio, na Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio. Durante o encontro, o estudante Leonardo Guimarães, da União Nacional do Estudantes (UNE), questionou o ministro sobre a PEC 55, que limita os gastos públicos por 20 anos. Para o jovem, que se identificou como estudante de direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a medida vai na contramão da melhoria do ensino e acarreta perdas de recursos à educação. 

Segunda aplicação do Enem custará R$ 10,5 milhões, diz Inep

Sábado | 19.11.2016 | 14h02


(Foto: Reprodução)

A reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos dias 3 e 4 de dezembro custará R$ 10.512.564,33, segundo nota divulgada nesta sexta-feira (18) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Os cálculos incluem os gastos com impressão, aplicação, correção e distribuição das provas e materiais administrativos. Segundo a Agência Brasil, o valor é inferior ao inicialmente projetado pelo Ministério da Educação (MEC), de R$ 15 milhões. Ao todo, 271.033 candidatos tiveram a prova adiada devido a ocupações de escolas, universidades e institutos federais. Além desses estudantes, também farão as provas em dezembro candidatos que tiveram a aplicação das provas prejudicadas por problemas de infraestrutura, como interrupção temporária do fornecimento de energia elétrica. Na próxima terça-feira (22), o Inep divulgará os novos locais de prova e o número final de inscritos habilitados a fazer as provas em dezembro (leia mais aqui).

MEC divulga gabarito do Enem

Quarta | 09.11.2016 | 10h53


(Foto: Reprodução)

Já estão disponíveis os gabaritos oficiais dos dois dias de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os candidatos podem conferir as respostas clicando aqui. No último fim de semana, cerca 8 milhões de estudantes tiveram de responder 180 questões de múltipla escolha e fazer uma redação. No sábado, os candidatos fizeram as provas de Ciências Humanas e Ciências da Natureza. Já no domingo, foi a vez das provas de Linguagens, Matemática e Redação. Segundo professores do curso online QG do Enem e da rede Eleva Educação, que corrigiram as provas a pedido do GLOBO, o nível de dificuldade do exame foi semelhante ao de anos anteriores. Apesar das provas do primeiro dia terem sido mais difíceis, os alunos foram compensados no segundo dia com questões mais parecidas com o que costuma ser cobrado. 

Enem 2016 divulga gabarito amanhã (09)

Terça | 08.11.2016 | 07h02


O gabarito do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será divulgado na próxima quarta-feira (9), segundo divulgou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O Enem 2016 foi aplicado neste sábado (5) e domingo (6) em todo o país – exceto aos estudantes que fariam a prova nas escolas que estão ocupadas em protesto contra a reforma do ensino médio (veja mais informações abaixo). O gabarito oficial será divulgado na página do Inep. As provas tiveram correção extraoficial no G1 (clique para ver a correção e o gabarito extraoficial das provas do sábado e do domingo).