BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

Mega-Sena acumula e pode premiar R$ 35 milhões na próxima quarta

  • 18 Jun 2018
  • 15:00h

Como nenhum apostador acertou os seis números do concurso 2.050 da Mega-Sena, o prêmio de R$ 30 milhões foi acumulado para R$ 35 milhões. Agora, o novo sorteio será na noite da próxima quarta-feira (20). Interessados em participar terão até às 19h deste dia para fazer seus jogos em qualquer lotérica credenciada pela Caixa Econômica no Brasil. No concurso desse sábado (16), as dezenas sorteadas foram 08, 31, 32, 33, 38 e 50. Assim, 34 apostas acertaram a Quina, com prêmio de R$ 75.709,93 cada, e mais 3,5 mil bilhetes marcaram a Quadra, com prêmio de R$ 1.038,79 para cada um.

Temer viaja, e Cármen Lúcia assume a Presidência da República pela segunda vez

  • 18 Jun 2018
  • 14:00h

Foto: Reprodução/Twitter

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, assumiu a Presidência da República nesta segunda-feira (18). É a segunda vez no ano que a ministra ocupa o cargo, após viagem do presidente Michel Temer. Também saíram do país para viagens oficiais os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE). Como o Brasil não tem vice-presidente no momento, eles seriam os primeiros a suceder Temer em caso de viagens. A próxima na linha sucessória é a presidente do STF. Cármen Lúcia exercerá a Presidência da República até a noite desta segunda, quando Temer volta de reunião de cúpula do Mercosul, no Paraguai. Maia cumpre agenda em Portugal e Eunício tem compromissos na Argentina. Questionadas pelo G1, as assessorias do presidente da Câmara e do Senado confirmaram que as viagens foram agendadas em razão da ida de Temer à reunião do Mercosul.

Brasil empata com a Suíça e estreia em Copa sem vitória após 40 anos

  • 18 Jun 2018
  • 07:20h

A seleção brasileira até saiu na frente neste domingo, mas cedeu o empate à Suíça em 1 a 1 e, pela primeira vez desde 1978, estreou em Copa do Mundo sem vitória. O placar da Rostov Arena foi aberto aos 20 do primeiro tempo, em bela finalização do meia Philippe Coutinho, que não deu chances para a defesa de Yann Somer. Na etapa complementar, aos 5, o meia Steven Zuber igualou de cabeça, em lance de muita reclamação, devido a um empurrão do autor do gol no zagueiro Miranda. Mais tarde, aos 28, o árbitro mexicano César Ramos ficou no centro das atenções mais uma vez, quando o atacante Gabriel Jesus girou em cima do zagueiro Manuel Akanji e caiu. Assim como na jogada em que os suíços abriram o marcador, a partida sequer parou para consulta ao sistema de videoarbitragem (VAR). Esta foi a primeira vez desde 1978 em que a seleção deixa de vencer em uma estreia na Copa do Mundo. O último tropeço foi o empate com a Suécia em 1 a 1, na edição do torneio disputada na Argentina. Quatro anos antes, na Alemanha, o Brasil também empatou, as com a extinta Iugoslávia e por 0 a 0. 

Brasil é país mais preocupado com notícias falsas, diz estudo global

  • 17 Jun 2018
  • 16:00h

O Brasil aparece como o país mais preocupado com as chamadas “notícias falsas” (fake news) em um estudo global que analisou a realidade de 37 nações. Dos entrevistados brasileiros, 85% manifestaram preocupação com a veracidade e a possibilidade de manipulação nas notícias lidas. A lista é seguida por Portugal (71%), Espanha (69%), Chile (66%) e Grécia (66%). Na opinião dos autores, a polarização política nesses países provocada por eleições, referendos e outros grandes processos de disputa na sociedade podem ter favorecido essa percepção. Já os menos preocupados com a possibilidade de uma notícia não ser verdadeira ou contar algum tipo de desinformação são Holanda (30%), Dinamarca (36%), Suécia (36%), Alemanha (37%) e Áustria (38%). Os autores destacaram na análise que, diferentemente dos Estados Unidos, a Alemanha passou recentemente por eleições em que a disseminação de notícias falsas não apareceu como um problema grave. Quando tomada a amostra de forma conjunta, a média geral das pessoas consultadas pelo levantamento preocupadas com a veracidade das informações lidas na Internet ficou em 54%. O Relatório sobre Notícias Digitais do Instituto Reuters, uma das mais importantes pesquisas do mundo sobre o tema, foi divulgado nesta semana. O levantamento fez entrevistas para identificar hábitos de consumo da população em relação a veículos de mídia e produtos jornalísticos.

Cai percentual de estudantes que querem ser professores, diz OCDE

  • 17 Jun 2018
  • 14:00h

Foto: Ilustrativa

Gina Vieira Ponte tinha 8 anos quando decidiu o que queria ser quando crescesse: professora. Foi pelo cuidado e atenção dados a ela, criança negra vítima de racismo na escola, pela professora Creusa Pereira, que Gina decidiu: queria também dar atenção e, quem sabe mudar a vida de crianças e adolescentes. Hoje, professora premiada e reconhecida em todo o país, ela faz parte de uma categoria profissional cada vez menor. Relatório divulgado esta semana pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), mostra que a porcentagem de estudantes que querem ser professores passou de 5,5% em 2006 para 4,2% em 2015. O relatório Políticas Eficazes para Professores é baseado nas respostas de estudantes de 15 anos no questionário do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), avaliação da qual participaram 70 países. No Brasil, de acordo com o questionário do último Pisa, em 2015, a porcentagem dos que esperam ser professores é ainda menor que a média dos países da OCDE, 2,4%. Os números excluem aqueles que querem ser professores universitários e considera apenas os que desejam ser mestres em escolas do ensino básico e médio. “Vivemos em um país que representações sobre o que é ser professor são muito ruins. É muito recorrente que se replique casos de professores agredidos, de enfrentamento com alunos, com pais. Tem greve de professores, que precisam se organizar para garantir melhores salários. O aluno, dentro da escola, percebe o quão desafiador é para o professor realizar o trabalho dele”, diz Gina. Após atuar como professora por 27 anos em escolas públicas, Gina hoje trabalha com formação de professores no Centro de Aperfeiçoamento dos Profissionais de Educação, da Secretaria de Educação do Distrito Federal. A educadora ganhou diversos prêmios pelo projeto Mulheres Inspiradoras, que busca incentivar a leitura de obras literárias escritas por mulheres e sobre mulheres. Segundo Gina, o que a move é o contato com crianças e adolescentes. “Aprendo muito, me sinto renovada”, diz. Mas, com muitos professores, também passou por momentos difíceis e precisou reduzir o tempo em sala de aula. “Adoeci porque vi que os estudantes não se engajavam. Temos um modelo educacional esgotado, que não dialoga com a especificidade de uma geração de nativos digitais”. Como formadora de professores, ela busca sempre levar o questionamento: "O que estou fazendo faz sentido? O que estou propondo gera engajamento, envolvimento?"

Genro de Silvio Santos está foragido por não pagar pensão alimentícia

  • 17 Jun 2018
  • 12:00h

Kleiton Pedroso de Abreu, marido da filha de Silvio Santos, Silvia Abravanel, está foragido por não pagar pensão alimentícia a sua filha de cinco anos, fruto do relacionamento com a ex-mulher Ana Arraes Cavalcante. De acordo com informações do Estadão, o genro do dono do SBT já havia sido detido pelo mesmo motivo, em dezembro de 2017, mas foi solto no mesmo dia após a Justiça acatar seu pedido de habeas corpus. A advogada de Ana Arraes recorreu à decisão e no dia 19 de abril foi expedido um novo mandado de prisão pelo juiz Adilor Danieli, da Vara da Família da Comarca de Balneário Camboriú (SC), estipulando que Kleiton fique preso pelo período de 60 dias, em regime fechado. Desde então, agentes da 1ª DP de Capturas de São Paulo tentam executar o mandado, mas Kleiton continua foragido. Segundo a ex-mulher, Kleiton Pedroso de Abreu não paga a pensão alimentícia há um ano e três meses e já foi detido outras duas vezes. "Não é fácil lutar contra alguém poderoso, vivo há cinco anos esse drama, em que sou ameaçada. Isso precisa ter fim", desabafa a mãe da menina, contando que o ex é processado também por abandono de paternidade. O valor devido inicialmente era de R$ 29.384,68, mas hoje deve crescer. Já o advogado de Kleiton, João Fonseca, negou que seu cliente estivesse foragido e disse que não está ciente de nenhum mandado de prisão. "Não está. Ele está fora do Brasil fazendo um curso de 90 dias. Ele já passou 30 e em cerca de 60 dias ele retorna ao Brasil. Se existe esse mandado de prisão, eu não estou sabendo, não fui intimado disso", afirmou o advogando, contando que seu cliente está fazendo um curso de música, possivelmente em Londres. João Fonseca disse ainda que Kleiton recebe R$ 2.500 por mês, e que a Justiça pede que ele pague R$ 4.750 mensais de pensão alimentícia. "Eu vou recorrer, fazer tudo o que há de se fazer, mas ele não tem dinheiro. Se eu não tiver uma decisão contrária a essa prisão, meu cliente vai se entregar e cumprir a lei", argumentou.

Leo Dias compara Mara Maravilha a diabo e diz que foi punido pelo SBT; fonte nega punição

  • 17 Jun 2018
  • 10:00h

O colunista Leo Dias afirmou, em seus stories do Instagram, que foi suspenso do “Fofocalizando” depois que comparou Mara Maravilha ao diabo.  De acordo com informações do UOL, o jornalista falou que recebeu de Lívia Andrade uma montagem da série “La Casa de Papel” com a cabeça de um demônio no lugar do rosto da apresentadora evangélica. Ele ainda afirmou que a culpa teria sido dos seus dez graus de miopia e se desculpou à Mara. “Ela (Lívia Andrade) mandou uma charge. Eu estava sem lente de contato. Tenho 10 graus de miopia e, juro por Deus, juro pela minha mãe, que não vi a cara da Mara naquela charge. Não tenho nada contra a Mara”, afirmou Leo. O jornalista também falou sobre a punição que tomou do SBT e ironizou a decisão da emissora: “Eu fui culpado pelo que achava que estava sendo engraçado. Agora eu fui punido e não posso ir ao SBT por causa disso. Eu peço desculpas à Mara e a todos”. “Todo mundo pode falar mal da Mara, menos eu. Quando eu posto uma coisa sem querer, eu sou punido. Mas nada vai me abalar. Muita gente escreve muitas coisas nas redes sociais e nada acontece. Eu posto sem querer e sou punido. Cada um tem o seu valor, a sua medida e a punição que merece. Essa é a minha. Ela tem mais força do que eu no SBT. Legal, parabéns”, complementou. O site entrou em contato com uma fonte importante do programa que desmentiu o colunista: “Ele não foi punido pela foto e voltará ao programa na segunda-feira”. A SBT informou que não comenta assuntos internos.

Pobres do país levam nove gerações para alcançar renda média, diz OCDE

  • 16 Jun 2018
  • 17:00h

Relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) estima que, no Brasil, podem ser necessárias nove gerações para crianças nascidas em uma família de baixa renda (os 10% mais pobres da população) alcançarem a renda média do país. A média dos países da OCDE é de cerca de cinco gerações, segundo o estudo Um elevador social quebrado? Como promover a mobilidade social, divulgado nesta sexta-feira (15). “No Brasil, as circunstâncias dos pais desempenham um fator importante na vida das pessoas. O status econômico e social transmite-se fortemente através de gerações”, diz o relatório. No ranking dos 30 países analisados pela OCDE, a situação só é pior na Colômbia, onde a ascensão social de descendentes de famílias pobres levaria 11 gerações. O Brasil está empatado na segunda pior posição com a África do Sul, país que só conseguiu acabar com o regime do apartheid – que previa segregação de direitos entre brancos e negros – somente em 1994. Dinamarca, Noruega, Finlândia e Suécia estão nas melhores posições do ranking de mobilidade social. Nesses países, seriam necessárias duas ou três gerações para que as crianças de famílias pobres atinjam a renda média. “No geral, em comparação com outros países, o Brasil faz comparativamente pouco particularmente em termos de desigualdade de renda e mobilidade de renda entre gerações. O mesmo se aplica a muitos outros países da América Latina e economias emergentes, que combinam desigualdade muito alta com baixa mobilidade de rendimentos”, afirma o levantamento. Para a OCDE, apesar do progresso social observado no Brasil com a saída de 25 milhões de brasileiros da pobreza desde 2003, a desigualdade continua alta e o sistema educacional é uma das razões. “Apesar de algumas melhorias (relacionadas ao aumento do gasto e acesso à educação primária e secundária gratuita), as conquistas e a qualidade da educação permanecem baixas na comparação internacional”, diz o estudo. Para promover a mobilidade social, a entidade internacional recomenda ao Brasil que melhore a eficácia do gasto público na educação e saúde. Também sugere o aperfeiçoamento do acesso e qualidade do ensino profissional e a melhora da redistribuição de renda por meio de reformas que aumentem os gastos sociais em programas direcionados aos grupos mais vulneráveis.

Banco oferece acesso a contas por WhatsApp

  • 16 Jun 2018
  • 16:00h

Clientes do Banco do Brasil poderão fazer consultas à conta-corrente por meio do aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp e por meio da rede social Twitter. As consultas serão respondidas por um sistema de inteligência artificial. O serviço será liberado gradualmente para os clientes do banco nas próximas semanas. No WhatsApp, o Banco do Brasil vai oferecer oito transações: consultas a saldos e extratos de conta corrente e poupança, saldo de Certificado de Depósito Bancário (CDB), extrato de fundos de investimento, rastreio e fatura de cartão. No Twitter, o correntista do banco poderá fazer consultas de saldo e extrato, além de tirar dúvidas e requerer atendimento no serviço de atendimento ao cliente (SAC). Expansão. O anúncio vem três meses depois de a instituição financeira iniciar a operação de um serviço de transações por meio do aplicativo de mensagens instantâneas Facebook Messenger, que é integrado à rede social. A tecnologia usada no Messenger é a mesma que está sendo usada no WhatsApp e no Twitter. Por meio de um sistema de inteligência artificial, um robô virtual "conversa" com o cliente do banco em linguagem natural. O robô também consegue aprender com as interações, se tornando mais precisa com o tempo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Por conta de relação com a política, camisa amarela do Brasil tem queda de vendas

  • 16 Jun 2018
  • 15:00h

Foto: Reprodução / ND Online

A tradicional camisa amarela da seleção brasileira, que rendeu o apelido de “canarinho” para o time que disputa a Copa do Mundo 2018, está encalhando nas lojas e perdendo lugar para a versão azul do uniforme. Depois de ser usada por manifestantes a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff, em 2015 e 2016, a amarelinha ganhou uma forte carga política. De acordo com a Exame, a polêmica em torno da camisa impactou as vendas e a versão alternativa ganhou espaço em cima do “ouro samba”. A título de comparação, na última Copa, de cada dez camisas compradas, nove eram amarelas e uma azul. Em 2018, de cada dez camisas compradas, sete são amarelas e três são azuis. O uniforme reserva com a cor azul celestial é inspirado no título mundial de 1958, quando a seleção usou a “azul” pela primeira vez, na final contra a Suécia. Ao se tornar emblema de um pensamento político, a camisa amarela passou a ser rejeitada por aqueles que pensam diferente e alguns torcedores começaram a procurar outras opções. Foi o caso de uma designer mineira que criou uma camiseta vermelha para seleção, com o símbolo da foice e martelo. Na época, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) proibiu comercialização do produto. 

Mega-Sena pode pagar neste sábado o prêmio de R$ 30 milhões

  • 16 Jun 2018
  • 13:00h

A Mega-Sena pode pagar, neste sábado, o prêmio de R$ 30 milhões a quem acertar as seis dezenas do prêmio principal. O sorteio do concurso 2.050 está previsto para as 20h (horário de Brasília) no Caminhão da Sorte estacionado na Avenida Presidente Goulart, em Pelotas, no Rio Grande do Sul. De acordo com a Caixa, o prêmio aplicado na poupança renderia aproximadamente R$ 111 mil mensais. A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h (horário de Brasília) destre sábado em qualquer lotérica credenciada pela Caixa em todo o país.

Preso desde abril, Lula vai ser comentarista da Copa do Mundo 2018

  • 15 Jun 2018
  • 14:00h

Foto: Paulo Pinto / Fotos Públicas

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso desde o dia 7 de abril em Curitiba, vai ser um dos comentaristas da Copa do Mundo de 2018. O petista dará as suas opiniões sobre a disputa das seleções no programa do jornalista José Trajano na TV dos Trabalhadores (TVT), que é mantida pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. "O 'Papo com Zé Trajano', que vai de segunda a sexta, ao vivo, de 18h15 às 19h, na TVT e na rádio Brasil Atual, tem um novo comentarista, um comentarista exclusivo: Luiz Inácio Lula da Silva. Não, não estou brincando não! É sério!", escreveu Trajano em uma rede social. De acordo com explicação de Trajano, as partidas vão ser comentadas através de cartas. "Ele vai escrever suas impressões, manda para a gente, a gente coloca na tela com aspas, você vai poder ler e ouvir na voz de um locutor", completou.

Senado aprova testes de visão e audição em alunos de escolas públicas

  • 14 Jun 2018
  • 18:00h

Foto: Ilustrativa

O Senado concluiu a votação do projeto que obriga o poder público a oferecer exames visual e de audição aos alunos do ensino fundamental de escolas públicas. A proposta já tinha sido aprovada na semana passada, mas precisava de um turno suplementar, que foi confirmado nesta quarta-feira (13). Como foi alterado pelos senadores, o texto segue novamente para análise da Câmara. O projeto altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional para prever que as ações para identificar e corrigir problemas visuais e auditivos deverão ser priorizadas. Como deveres do Estado, além da educação escolar pública nos diferentes níveis, deverá ser considerada a necessidade de se fornecer recursos ópticos não ópticos e aparelhos auditivos para as crianças. Objeto de discussão mais aprofundada na última votação, a matéria foi aprovada de forma simbólica na tarde de quarta-feira.

Faturando R$ 600 mil por show, Safadão pede revisão da pensão do filho, diz colunista

  • 14 Jun 2018
  • 17:00h

As coisas não andam nada bem entre Wesley Safadão e sua ex-mulher Mileide Mihaile. Segundo o colunista Léo Dias, do jornal O Dia, o motivo é porque o cantor teria pedido na Justiça a revisão da pensão que paga ao filho Yhudi, de 5 anos, o que já ocorre pela quarta vez.  De acordo com a publicação, Mileide afirmou que recebe aproximadamente 10 salários mínimos para criar o filho, algo em torno de R$ 9 mil. Em contato com o colunista, os advogados do cantor afirmaram que Safadão pede que "o valor que ele dá a mais por fora, seja acordado no valor total da pensão para deixar . Ainda de acordo com a publicação, os gastos que o forrozeiro tem por fora são referentes a troca de carro anual de Mileide, além dos gastos que ele tem com a compra da unidade de uma rede de salão para ela, e da loja que ele montou para a ex trabalhar. Com isso, em meio à briga judicial, há quem diga que Safadão tenha parado de pagar a pensão. A reportagem do BNews procurou diretamente a assessoria de imprensa do cantor, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta matéria.  Vale lembrar que recentemente uma reportagem do programa Fofocalizando, do SBT, divulgou a lista dos dez maiores cachês de artistas no Brasil. Segundo o levantamento, Wesley Safadão é o segundo cantor mais bem pago do país, com cachê em torno de R$ 600 mil por show, atrás apenas de Roberto Carlos, que fatura R$ 1 milhão por apresentação. 

Campanha de vacinação contra gripe é prorrogada até 22 de junho

  • 14 Jun 2018
  • 14:00h

O Ministério da Saúde anunciou, na tarde desta quarta-feira (13), que a campanha de vacinação contra a gripe terá continuidade até 22 de junho. O governo decidiu prorrogar a campanha devido ao baixo índice de comparecimento: 77% do público-alvo foi vacinado. O número é considerado baixo pela pasta, que estabeleceu como meta a cobertura de 90% dessa população, o que equivale a 54 milhões de pessoas. Desde o início da campanha, no dia 23 de abril, 42,6 milhões de pessoas foram vacinadas. Segundo o ministério, a situação acende um alerta, dada a proximidade do inverno, período de maior circulação do vírus da gripe. Além disso, neste ano, já foram contabilizados 2.715 casos de influenza, mais do que o dobro do que foi registrado no mesmo período do ano passado (1.227). As mortes decorrentes da doença também aumentaram: passaram de 204, em 2017, para 446, em 2018. Apesar do crescimento, os números estão distantes dos que foram registrados em 2016, quando houve forte incidência da influenza no Brasil, quando foram 12.174 casos e 2.220 óbitos derivados deles.